Bariloche: Diversão em Qualquer Estação

2

Quando se trata de viajar no Inverno, um dos destinos mais disputados e queridos é a cidade de Bariloche, que fica a 1.500 km de Buenos Aires. Entretanto, o destino não é maravilhoso apenas nesta estação: você pode visita-lo em qualquer estação, em qualquer temporada – até aquela que fica melhor pro seu bolso.

As lindas paisagens de Bariloche no inverno.

As lindas paisagens de Bariloche no inverno.

Quando ir?

Em Junho é quando se inicia a temporada mais forte de visitantes, pois é quando chega o Inverno e os preços ainda não estão muito altos. Em Julho é quando você encontra mais famílias indo para Bariloche, pois é a época das férias escolares e de trabalho. Em Agosto, os maiores visitantes são casais, principalmente pelas diversas promoções. As montanhas ainda encontram-se cobertas. Em setembro já não há mais voos diretos para a cidade saindo do Brasil, sendo necessário fazer escala em Buenos Aires. A neve já começa a rarear, a qualidade das coberturas não é das melhores, mas os preços despencam.

Primavera – A paisagem se compõe pela neve derretida, pelos campos queimados pelo congelamento e pelas árvores sem folhagem, com flores em diversos cantos da cidade dando o ar da graça. Entretanto, muitos estabelecimentos já se encontram fechados.

Verão – Nessa estação a graça de Bariloche ainda está toda no ar! Passeie pelo belo Parque Nacional Nahuel Huapi, curta a paisagem dos Lagos Andinos. As temperaturas são mais amenas, mas podem chegar a quase 30 graus em alguns dias. Também é bom para quem curte esportes náuticos como windsurfe, canoagem e kitesurfe, pesca e passeios a cavalo. Além disso, os preços dos restaurantes e das hospedagens são mais “atraentes”.

Outono – As folhagens se encontram em tons vermelhos e amarelos, com boa chance de ver um céu muito azul. O frio aparece conforme a noite chega.

Inverno – A época mais famosa para se ir à Bariloche é também a mais cara. Entretanto, é ótimo para quem gosta de programas na neve, como esquiar.

A primavera na cidade.

A primavera na cidade.

Onde me hospedar?

As opções para se hospedar em Bariloche são inúmeras! Você encontra desde as mais simples, como campings de verão e chalés coletivos em casas familiares, principalmente para jovens que querem aproveitar de forma barata a temporada de esqui e snowboard, passando pelos hotéis mais básicos, mas com aquecimento e restaurante próprios, até hotéis e chalés mais confortáveis e luxuosos, podendo, os últimos, até hospedarem famílias e grandes grupos.

Nas estações primavera, outono e verão, muitas pessoas costumam se hospedar no Centro, nas imediações do Centro Cívico, pois localiza-se próximo ao Lago Nahuel, podendo fazer diversas atividades nele. Já durante a temporada de inverno, os turistas preferem ficar o mais próximo possível do Cerro Catedral para poder aproveitar melhor o dia, sem perder tempo com transporte.

Opções de hospedagem diversificada.

Opções de hospedagem diversificada.

Como circular?

Se você se hospedar próximo ao Centro Cívico, você encontrará muitos estabelecimentos, como serviços básicos, agências de viagem, operadoras, farmácia, supermercado, lojas, bancos e restaurantes, tudo possível de se ir a pé. Já para ir a passeios como o Circuito Chico e a Vila de Angostura, o transporte normalmente é oferecido pela operadora.

Já do Centro até o Cerro Catedral são 19 km de distância. É possível de ir com micro-ônibus, que sai a cada 30 minutos. Táxis, remis e vans particulares também fazem o transporte. Caso vá de carro, o estacionamento é gratuito.

O que fazer?

O complexo de pistas de Cerro Catedral possui 120 km de percursos, espalhados por 1200 hectares com um desnível vertical de mais de mil metros. Há diversas ofertas para todos os tipos de esquiador: um pouco mais da metade para iniciantes e 25 para avançados e experts. São 38 meios de elevação que podem transportar até 35 mil esquiadores por hora, que podem se alimentar em 19 quiosques. O serviço é bem completo, contendo escola de esqui, aluguel de equipamentos, terrain park, pista de obstáculos, kids club e outras atividades alternativas como esqui de fundo, caminhada na neve, snowmobile e tobogãs. Os teleféricos funcionam das 9 às 17 horas durante a temporada.

Entretanto, caso você vá fora da temporada, há muito ainda o que aproveitar. A travessia dos lagos andinos, desde o Chile, é um passeio encantador em qualquer mês e estação do ano, assim como explorar o lago Nahuel Huapi com catamarãs, caiaques e barcos.

 

Dicas, roteiros, regiões do mundo, culturas, esportes, gastronomia, cursos de intercâmbio e muito mais dirigidas internamente pela Equipe de Redação do Blog de Malas Prontas. Visite nosso site de Malas Prontas e não deixe de conhecer o nosso Leilão de Centavos.